Make your own free website on Tripod.com
Um painel para o Residencial Imprensa, em Águas Claras
Home
Painéis de Glauco Rodrigues
Mosaico de calçada em Brasília
Braços abertos sobre a Guanabara
O bruxo Bel Borba
Mosaico Zen em Ouro Preto
A obra de Franco Giglio no Brasil, o italiano de Dolceaqua
Os criadores de Brasília em mosaico
A arte musiva de Poty
A justiça na balança
Um logotipo para a UDF
Um painel para a Imprensa
Portinari nas mãos dos italianos
Arte musiva quer dizer Arte do Mosaico

painel para Imprensa
painelresidencialimprensaparahpg2.jpg
Obra concluída em prazo recorde

 
Foi com muita alegria que recebi convite para realizar, em tempo recorde, um painel destinado a ornar a entrada do prédio Residencial Imprensa, construído pela Cooperativa Habitacional dos Jornalistas do Distrito Federal em Águas Claras, o novo setor residencial de Brasília.
Trata-se do primeiro prédio de apartamentos inaugurado pela Cooperativa, que detém outros oito empreendimentos em construção na mesma área.
A inauguração e entrega do bloco estava prevista para 30 de abril de 2003 e o diretor do projeto, jornalista Vanildo, companheiro da velha guarda do jornalismo local, honrou-me com a escolha. Apenas  deu quatro dias para concluir o trabalho a tempo de ser examinado e aprovado por um representante da Administração Regional de Águas Claras.
Há mais de um ano, Brasília passou a ser regida por uma lei - decorrente de projeto aprovado na Assembléia Legislativa e logo vetado pelo governador Joaquim Roriz, que viu seu veto ser derrubado e a lei enfim promulgada - obrigando toda construção nova, com mais de mil metros quadrados, ser dotada de uma obra de arte no andar térreo, preferencialmente de artista local e de caráter duradouro.
Trabalhei duro no final de semana e até à noite, mas consegui entregar a obra a tempo. Optei por um trabalho abstrato em que as letras caem ao acaso, representando um pouco o jornalismo escrito, sua aparente desordem na visão de quem não frequenta as redações.
O resultado foi feliz e de efeito agradável. Todo em tesselas de mármore e granito, mede 130 cm x 76 cm e está sendo colocado no hall de entrada do pavimento térreo. Este é o quarto trabalho que realizo em prédios residenciais de Brasília. Anteriormente, realizei um painel de Dona Sarah Kubitschek para o empresário Paulo Octávio, que o colocou na entrada do residencial do Setor Sudoete que leva o nome da ex-primeira Dama. E também executei dois outros trabalhos, sendo um com a figura da poeta Cora Coralina, para o edifício que leva seu nome na SQN 212 e outro mais, com o perfil jovem de Darcy Ribeiro para o edifício, na mesma quadra, que homenageia o antropólogo e senador da República.